segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Dicas de Alimentação para Aproveitar o CARNAVAL!!!!







DICAS:

ANTES: Não vá a festa em jejum. Algumas horas antes é necessário ingerir mais carboidratos complexos como: cereais, frutas, pão integral, macarrão, arroz e batata. Pois são alimentos que são metabolizados mais lentamente pelo organismo e fornecem energia suficiente para enfrentar a folia. Evite os carboidratos simples como: balas, doces e refrigerantes.
 
DURANTE: Ao longo da festa cuide da hidratação para repor a água perdida com a transpiração.
 
DEPOIS: Para os adultos que ingeriram bebidas alcoólicas, bebam bastante líquidos (água, água de coco, sucos naturais, chás...) para evitar a desidratação e façam refeições leves.
 
CAPRICHE NA FANTASIA E BOA FESTA!!!!






Para desintoxicar o organismo:








terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Lancheira Saudável


Volta às Aulas!!!
Vamos ver como montar uma Lancheira Saudável para as crianças sem abrir mão do sabor.

O Lanche Escolar deve ser saudável e variado, buscando o equilíbrio entre os nutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e sais minerais).


Dicas Importantes

  • Nos sanduíches acrescente verduras ou legumes como: alface, tomate, cenoura ou beterraba crua raladas, assim as crianças terão um aporte maior de vitaminas e minerais. Dê preferência o pão integral que é rico em fibras.

  • Bolos simples sem cobertura e recheio também é uma boa opção para o lanche (laranja, banana, cenoura, aveia, milho...)

  • Cuidado com lanches que vão queijo, frios, requeijão, iogurte e produtos lácteos, pois estes necessitam de refrigeração. A geleia de fruta, o mel e o queijo polenguinho são boas opções para passar no pão e não necessitam de refrigeração.

  • Orientar a criança de quando ela for consumir alimentos na cantina, escolher os salgados assados e evitar as massas folhadas e salgados fritos. O pão de queijo, o pastel de forno e a esfiha são boas opções.

  • Evite ao máximo os embutidos, principalmente os mais gordurosos como salame, mortadela, salsicha e presunto. Além de possuírem muita gordura, são alimentos ricos em sódio.

  • Varie os alimentos para evitar a monotonia. 


O QUE NÃO DEVE ENTRAR NA LANCHEIRA:
Salgadinhos de pacote, embutidos, refrigerante, bolachas recheadas, balas, chocolates, bolos com recheio ou cremes e frituras.











 
OPÇÃO 13 torradinhas integrais com geleia de frutas + 1 caixinha de suco de soja com sabor + 1 maçã

OPÇÃO 25 cookies integrais + Leite com achocolatado (garrafinha térmica) + 1 banana

OPÇÃO 3 – Sanduíche de pão de forma integral com queijo processado (que não necessita refrigeração) +  Suco de Laranja Natural (garrafinha térmica)

OPÇÃO 4 – 1 barrinha de cereais +  1 garrafinha de bebida láctea ou iogurte + Salada de Frutas

OPÇÃO 5 – 3 bisnaguinhas integrais  com mel + 1 garrafinha de leite fermentado + 1 pera

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Culinária Árabe







  A CULINÁRIA ÁRABE reúne tradições mediterrâneas e orientais. Além das carnes, frutas e legumes, a cozinha libanesa tradicional utiliza muitas especiarias e temperos típicos. Pimenta-síria, trigo burgol, zaatar, hortelã fazem parte de seus ingredientes preferidos, em uma culinária cheia de pratos perfumados, acompanhados de vegetais frescos, coalhada ou azeite.
 

 

PRATOS TÍPICOS DA CULINÁRIA ÁRABE:
HOMUS – Pasta de grão-de-bico e tahine (pasta de gergelim), temperada com alho, limão, azeite e outros temperos.
BABAGANUCHE – Pasta de berinjela e tahine (pasta de gergelim) temperada com alho, limão, azeite e outros temperos.
TABULE – Salada libanesa feita com o trigo para quibe, ervas, cebola, tomate, condimentos, etc.
KIBE – Bolinho característico do Oriente Médio feito com trigo para kibe, carne moída e temperos. O nome surgiu por meio da palavra Kubbeh que significa bola e ele pode ser consumido frito, assado ou cru.
BEIRUTE - Sanduíche sírio-libanês feito com pão sírio que foi criado no Brasil pelos imigrantes libaneses. O beirute costuma ter ovo, queijo, presunto, alface, rosbife e tomate, porém pode ter outros ingredientes.
KAFTA - Bolas de carne de cordeiro ou vaca temperadas anteriormente com cebola, cominho, sal e pimenta. Elas costumam ser enroladas, colocadas no espeto e assadas.
CHARUTINHO DE REPOLHO - Prato muito consumido pelos imigrantes árabes no Brasil e consiste em folhas de repolho recheadas com um determinado tipo de carne.
FALAFEL  - Salgadinhos fritos de grão-de-bico e temperados como cebolinha, coentro e condimentos. Ele surgiu no Egito e seu nome vem da palavra “flayfel” que significa pimenta em árabe.
MJADRA - Arroz com lentilha e cebola dourada.
KNAFEH - Massa que lembra um macarrão fino. Ela é muito usada para produzir sobremesas.
ARROZ SÍRIO  - Arroz feito com massinha cabelinho de anjo frita. 
ESFIHA - Pequena torta que pode ser consumida com a massa aberta ou fechada. Elas são recheadas de carne moída, espinafre, queijo, etc. Chegou ao Brasil através dos imigrantes árabes e podem ser encontradas em qualquer restaurante ou lanchonete árabe.
 
 
 
 



QUIBE ou KIBE é um prato típico do Oriente Médio que consiste em um bolinho de massa de triguilho ou semolina, recheado com carne (eventualmente substituída por carne de soja), temperada com ervas, que pode ser servido cru, cozido ou frito.




BABAGANUCHE – Pasta de berinjela e tahine (pasta de gergelim) temperada com alho, limão, azeite e outros temperos.



TABULE é um prato libanês de salada, frequentemente degustado como um aperitivo.

É basicamente feito de triguilho (trigo para quibe), tomate, cebola, salsa, hortelã e outras ervas, com suco de limão, pimenta e vários temperos.

No Líbano, onde surgiu, é consumido por cima de folhas de alface. É bastante popular no Brasil.
 



HOMUS – Pasta de grão-de-bico e tahine (pasta de gergelim), temperada com alho, limão, azeite e outros temperos.


 
ESFIHA é uma pequena torta assada originária da Síria e do Líbano, e encontrada em outros países do Oriente Médio, como a Jordânia, Palestina e Iraque, além do Brasil e Argentina, para onde foi levada por imigrantes árabes (sírio-libaneses) e tornou-se extremamente popular.

Existem diversas receitas de esfiha. A forma tradicional sempre é feita com massa de pão, assada no forno, com recheios que podem ser de carne bovina, carne de carneiro, queijo, coalhada ou verduras temperadas.