quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Os 10 alimentos mais perigosos para as crianças...






A revista Crescer publicou uma lista exclusiva com os alimentos que podem oferecer risco para as crianças. Confira um resumo da matéria:


1- AMENDOIM:  O maior perigo não é comer, mas , aspirar um amendoim. Mas existem outros riscos: se uma criança coloca muitos na boca de uma vez só, ou se come rápido demais, há mais chances dela engasgar com um amendoim que não foi mastigado direito.

2- AZEITONAS E CAROÇOS: Se você tem crianças em casa,  compre azeitonas sem caroço. A possibilidade de elas morderem com força demais a azeitona e quebrarem ou lascarem um dente danificado existe sim. Isso sem falar no risco de engasgar.
3- BALAS: Por serem feitas de açúcar, elas podem provocar cáries – principalmente as balas mastigáveis, que costumam grudar nos dentes. Além disso, morder uma bala dura pode até mesmo comprometer a integridade dos dentes.

4- BOLACHAS E SALGADINHOS: Alimentos industrializados ricos em gordura, açúcar e sal trazem sérios riscos para as crianças, que podem sofrer com obesidade, hipertensão, colesterol ou triglicérides. Mais uma vez, a solução é não cometer exageros.

5- FÍGADO E OUTRAS VÍSCERAS: O fígado é o órgão responsável por eliminar toxinas do corpo, daí a possibilidade de que ele tenha uma alta concentração de substâncias estranhas ao organismo da criança. A boa notícia é que a maior parte delas é termo sensível, o que significa que, se o fígado for bem cozido, as chances de infecção alimentar são mínimas.

6- MEL: Não é só uma recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria, mas também da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o mel não deve ser dado a crianças antes de um ano de idade. Segundo a SBP, é ainda melhor esticar esse prazo até os dois anos.

7- OVO MAL COZIDO: Quando for servir ovos em casa, garanta que eles estejam bem cozidos ou, se fritos, com a gema durinha. Cozinhar ou fritar bem os ovos afasta o perigo da contaminação por salmonela, doença que poder causar dores de barriga, diarreia e febre.

8- PEIXES COM ESPINHAS: Se seu filho já se alimenta bem sozinho, oriente-o a comer o peixe aos poucos, em pedaços pequenos, mastigando muito bem e sem pressa. Se ele for pequeno, é a sua atenção que deve ser redobrada. Tire todos as espinhas que você encontrar antes de servir.

9- PIPOCA: O grande problema está, na verdade, no risco de engasgar com uma delas. Ensine seu filho a comer devagar, em pequenas porções, e a mastigar bem cada bocado.

10- REFRIGERANTES: Além dos problemas mais conhecidos, como a obesidade e as cáries dentárias, os refrigerantes também trazem o risco de a criança desenvolver osteoporose quando mais velha.


Nenhum comentário:

Postar um comentário